• Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
  1. Home
  2. Bem estar
  3. Espalhe o bem que a felicidade vem!

Bem estar

Espalhe o bem que a felicidade vem!

E se aproxima o natal. Tocados pela simbologia da data somos envolvidos pelo sentimento da compaixão, da fraternidade e do amor. É um mês atípico. Ficamos mais sensibilizados diante da dor do mundo. Nos envolvemos em campanhas, espalhando bondade e afeto. Como nos faz bem esses momentos onde, de alguma forma, podemos fazer a diferença na vida de alguém. Esse é o sentido do natal.

O mês de dezembro nos proporciona esses momentos de reflexão e de ação. No entanto, tal sentimento deveria ser cultivado durante todo o ano. Mas o tempo escasso e a busca desesperada por atingir metas impostas por uma sociedade psicologicamente doente, nos faz desconectar de nós mesmos e consequentemente do outro. Valorizamos demasiadamente o “ter” e o “parecer” e negligenciamos o “ser”.

Somos os responsáveis pelo nosso amanhã. Temos esse poder de escolha. Diante das problemáticas da vida, podemos escolher ser a melhor versão de nós mesmos. Essa é a hora de mostrarmos o melhor lado da natureza humana. O lado que preza pelo bem comum acima do egoísmo, do individualismo e do egocentrismo. Essa é a grande reflexão. Poder se reconectar com esse sentimento de comunidade, de doação, de cuidado com todas as pessoas, não somente com aqueles que conhecemos.Ajudar uns aos outros é condição primária para a vida.

Esse é o poder do afeto: afetamos e somos afetamos. Ganhamos muito mais do que doamos, quando realizamos algo em prol do coletivo sem interesses pessoais, busca por reconhecimento ou retribuição. E dessa forma, sendo solidários deixamos de ser solitários. Compreendemos que atitudes bondosas preenchem vidas vazias. Aliviando à dor do outro, amenizo a minha própria dor. A tão almejada felicidade alcançada no ato de doar-se.

Mãos que levantam mãos, palavras que acalmam, presenças que consolam, abraços que aquecem, sorrisos que alegram, vidas que inspiram... Que possamos refletir e escolher tornar da nossa vida uma grande inspiração. E assim, espalhando o bem a felicidade vem.

As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam. Madre Tereza de Calcutá

Psicólogo Juliano Generoso Cechinel

Imagem: Rémi Walle | Unsplash
Sacada Musical é o novo projeto da Cultura Próximo

Sacada Musical é o novo projeto da Cultura

La Bella de Turvo para Forquilhinha Anterior

La Bella de Turvo para Forquilhinha

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.