• Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. Bancada federal catarinense se reúne na próxima semana com a ANTT

Imprensa livre

Bancada federal catarinense se reúne na próxima semana com a ANTT

O Fórum Parlamentar Catarinense se reuniu na tarde desta sexta-feira (07), para discutir ações e encaminhamentos que serão dados por deputados federais e senadores, após anúncio do aumento dos pedágios.

Na última quarta-feira (05), após divulgação da autorização do reajuste, o coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Daniel Freitas, encaminhou ofício ao diretor geral da ANTT, Marcelo Vinaud Prado, solicitando a suspensão.

Os representantes catarinenses no Congresso Nacional expressaram preocupação quanto à divulgação de que Agência Nacional de Transporte Terrestre teria autorizado um reajuste do pedágio na BR-101, em Santa Catarina, cujo valor passará da tarifa básica atual de R$ 2,70 para R$ 3,90.

Segundo o deputado Daniel Freitas, os parlamentares devem se reunir, já no início da próxima semana, com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para discutir a situação do cronograma de obras do contorno e o reajuste do pedágio. “Precisamos de uma posição e uma solução. Não podemos permitir que haja um aumento deste, sendo que as obras do contorno deveriam ser entregues em 2012”, avalia o coordenador.

Nesta quinta-feira, o Tribunal de Contas da União divulgou parecer que suspende o reajuste e a assinatura do aditivo referente à continuidade das obras, após encontrar irregularidades.

A justificativa da concessionária é reequilíbrio econômico-financeiro pelos gastos com a obra do contorno viário da Grande Florianópolis. Em fevereiro deste ano, uma audiência na sede do Ministério Público Federal (MPF), definiu que o novo prazo de entrega para a obra é maio de 2023; e firmaram um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

Municípios aguardam decisão sobre regionalização da saúde Próximo

Municípios aguardam decisão sobre regionalização da saúde

O grupo de risco e as relações de trabalho Anterior

O grupo de risco e as relações de trabalho

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.