• Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
  1. Home
  2. Imprensa livre
  3. DIC apresenta balanço das atividades de 2018

Imprensa livre

DIC apresenta balanço das atividades de 2018

Na delegacia especializada, o maior número de prisões realizadas em 2018 foi tráfico de drogas, seguido dos crimes de roubo e tentativa de homicídio

Araranguá

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Araranguá, coordenada pelo delegado Lucas Fernandes da Rosa, apresentou, para os leitores do Portal Uaaau, o balanço das atividades realizadas no ano de 2018.

As prisões por tráfico de drogas lideram o ranking e somente a DIC de Araranguá efetuou 30 prisões por este crime em 2018. Em segundo lugar, estão as prisões por roubo, foram nove realizadas pelos policiais da DIC em 2018; na sequência, estão as prisões por tentativa de homicídio, que totalizaram sete no ano passado.

Segundo o coordenador da DIC, o tráfico de drogas desencadeia outros tipos de delito e é uma tendência da Polícia Civil direcionar suas atividades mais focada para o tráfico de drogas, para que os outros delitos possam ter um número significativo de redução. "A gente, exercendo uma ação mais incisiva em cima do tráfico de drogas, acaba fazendo um controle de outros delitos mais graves, como roubo e homicídio. Nossas investigações apontaram que muitos homicídios ocorridos em 2018 têm como pano de fundo o tráfico de drogas. São disputas por ponto de tráfico, guerras entre organizações criminosas e até mesmo dívidas de entorpecentes", relatou o delegado Lucas.

Seis prisões por furto foram efetuadas pelos agentes da DIC em 2018; quatro por dívida de pensão alimentícia; três por latrocínio; três também por latrocínio tentado e; ainda três por homicídio. Os policiais da delegacia especializada realizaram no ano passado uma prisão por posse de drogas; uma por estelionato; uma por falsificação de documento; uma por porte de arma; uma por extorsão; uma por estupro e ainda mandaram para atrás das grades um foragido da justiça. Também foram efetuadas em 2018 pelos policiais da DIC sete prisões por mandado de prisão, não especificadas para esta reportagem e nove apreensões de adolescente, por crimes diversos.

Ao todo, em 2018, a DIC efetuou 79 prisões e 11 apreensões de adolescentes. Ainda, de janeiro a dezembro de 2018, 42 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela DIC; bem como foram apreendidos mais de 14 mil quilos de maconha; quase 600 gramas de cocaína; mais de 100 gramas de crack; e mais de R$ 25 mil em dinheiro, oriundo de atividades criminosas.

Pavimentação na Serra da Rocinha Anterior

Pavimentação na Serra da Rocinha

Você sabe como funciona um Banco de Dentes Humanos Próximo

Você sabe como funciona um Banco de Dentes Humanos

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.