• Quinta-feira, 09 de Dezembro de 2021
  1. Home
  2. Política
  3. Crime eleitoral permanece sem solução em Gaivota

Política

Crime eleitoral permanece sem solução em Gaivota

Os criminosos que durante o período eleitoral do ano passado criaram uma fake news, através de vídeo, em Balneário Gaivota, fazendo uma série de acusações levianas contra o então candidato a prefeito, Kekinha dos Santos (PSDB), como também contra três empresários sombrienses, ainda continuam impunes. O vídeo foi divulgado principalmente via redes sociais, igualmente fakes, às vésperas da eleição de novembro de 2020, causando revolta junto aos simpatizantes da candidatura de Kekinha, que acabou vencendo a corrida sucessória, pelo comando da prefeitura, com a maior diferença proporcional já registrada no município. No vídeo, os criminosos se dedicam a denegrir ao extremo a imagem do prefeito eleito, assim como a de empresários.

A fake news acabou gerando um inquérito na Polícia Civil da Comarca de Sombrio, com um suspeito do crime já tendo sido ouvido. Paralelo a isto, o caso também é investigado pela Polícia Federal, pois fake news que envolvam diretamente candidatos em eleições normatizadas pelo Governo Federal, o que é o caso de uma eleição municipal para a escolha de um prefeito, são consideradas crime federal. As investigações da Polícia Federal, no entanto, correm em segredo de justiça.

Por conta dos cuidados com a Covid-19, em duas ocasiões não foi possível realizar audiências que estavam marcadas no Fórum da Comarca de Sombrio para tratar do caso. A expectativa de todos que tiveram seus nomes maculados pelos criminosos, no entanto, é que o caso seja levado adiante e elucidado, já que há uma série de indícios dando conta de quem são os responsáveis da fake news em voga.

No vídeo, um dos criminosos envolvidos na fake news aparece vestido com roupas dos personagens do seriado espanhol La Casa de Papel. Sua voz foi distorcida, para dificultar sua identificação, mas um técnico em informática foi contratado pelos empresários difamados, para recuperar o áudio original da gravação. Tal procedimento permitiu escutar com clareza de quem se tratava a voz. Em princípio, os indícios levam a um conhecido marqueteiro político que atuou em nossa região nas eleições do ano passado. Vários outros elementos, que serão apresentados tão logo seja confirmada a audiência para tratar desse caso no Fórum da Comarca de Sombrio, também tendem a colaborar para que a situação seja elucidada, e o nome dos criminosos sejam tornados públicos.

Governo lança nova licitação da Serra do Faxinal

Governo do Estado decidiu reajustar o valor da licitação para a pavimentação da Serra do Faxinal. No primeiro processo licitatório, lançado em agosto, o governo se dispôs a pagar R$ 58,9 milhões pela obra. O valor foi considerado insuficiente para a realização, e nenhuma construtora se interessou no certame. Agora, o valor passou para R$ 63 milhões, com abertura das propostas marcada para o dia 16 de dezembro. No novo edital também está prevista a possibilidade de participação de consórcio de empresas para a execução da obra, o que possibilita o fracionamento da execução da pavimentação, e aumenta a quantidade de interessados.

Valor do Faxinal ainda parece estar abaixo do esperado

A bem da verdade, o Governo do Estado está arriscando muito, novamente, ao lançar o edital para a pavimentação da Serra do Faxinal com um valor de “apenas” R$ 63 milhões. Em relação ao primeiro processo licitatório, que acabou sendo frustrado, há um reajuste de meros 7%. Os tramites entre o primeiro e o segundo processo licitatório têm um espaço temporal de quase quatro meses, em um mercado cuja inflação está galopante. O fato é que o valor não alterou quase nada. A salvação, desta vez, talvez esteja na possibilidade da participação de consórcios de empresas na execução da obra, o que dilui custos operacionais dos envolvidos. O reajuste em si, no entanto, não atrai ninguém. O meio empresarial ressalta que o ideal seria R$ 70 milhões, para se trabalhar com tranquilidade.

Destino partidário de Carlos Moisés ainda é uma incógnita

Clima na cúpula do Governo do Estado ainda é de incerteza no que diz respeito ao destino partidário do governador Carlos Moisés da Silva. Tentativa de aproximação como MDB não vem evoluindo, e o namoro com o Progressistas esfriou, depois que líderes da legenda ventilaram a possibilidade de fazer dobradinha com o PL, cedendo o vice a Jorginho Mello na disputa pela governadoria. O Republicanos continua sendo a aposta mais segura, mas é muito pouco. O partido, sozinho, não segura uma campanha do tamanho de uma disputa pelo governo em nosso Estado. Enquanto nada se decide, o negócio é ir tentando amarrar prefeitos com convênios.

Acesso Sul de Arroio do Silva deve ser licitado em dezembro

Prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaine, acredita que ainda na primeira quinzena do mês que vem o Governo do Estado libere R$ 5 milhões para a pavimentação do primeiro trecho do Acesso Sul de seu município. A rodovia, que é municipal, liga a BR 101, na altura da localidade de Vila Santa Catarina, até as imediações da Praia da Caçamba. São necessários outros R$ 6 milhões para que a obra seja totalmente concluída, recursos estes que Evandro também já tem garantido pelo próprio governador Carlos Moisés da Silva. Ainda em Arroio, o governo já tem planejado a consolidações de acostamentos na rodovia SC 447, que liga o município até Araranguá. Além dos acostamentos, será construída uma ciclovia, com 3,5 metros de largura, ligando os dois municípios.

Kombi dos Sonhos de Jesus faz sucesso em Araranguá Próximo

Kombi dos Sonhos de Jesus faz sucesso em Araranguá

SC vende gás de cozinha mais caro que a média nacional; veja os preços por cidades Anterior

SC vende gás de cozinha mais caro que a média nacional; veja os preços por cidades

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.